Hipnose no Hospital Miguel Couto

     Uma experiência notável do uso da hipnose em um hospital da rede pública de saúde foi a realizada pelo Dr. Fernando Rabelo, criador e coordenador do setor de Hipnose de Hospital Municipal Miguel Couto no Rio de Janeiro. Apoiado pelo Secretário Municipal de Saúde - Dr. Ronaldo Gazola, e pelo diretor do HMMC - Dr. Paulo Pinheiro, o Dr Fernando Rabelo ministrou cursos de hipnose desde 1991 e coordenou uma equipe de profissionais no atendimento ambulatorial de hipnose a partir de 1993. Desde então o Setor de Hipnose formou dezenas de profissionais e realizou, aproximadamente, 12000 atendimentos até julho de 1999, quando foi desativado. Entre os problemas diversos relatados pelos clientes do setor estavam: depressão, síndrome do pânico, estresse, vitiligo, insônia, distúrbios sexuais, e outros. Com a ajuda da hipnose muitos pacientes se viram livres de seus problemas e puderam receber alta. A experiência da Hipnose no HMMC teve grande repercussão na mídia sendo alvo de reportagens em vários programas de televisão como Canal Livre, Silvia Popovich, Terceiro Milênio, Jornal Nacional, Globo Repórter e Fantástico. Alguns jornais publicaram reportagens, como:  Jornal do Brasil e  O Dia. As revistas Época e Claudia também fizeram  referências  àquele  trabalho. Problemas de saúde afastaram o Dr. Fernando Rabelo da  coordenação do setor que foi desativado  pela direção do hospital. Posteriormente a sua aposentadoria   precoce  impediu   o  seu  retorno.
    Em 2000
o doutor Fernando Rabelo e alguns dos profissionais de sua equipe fundaram o IBRAH - Instituto Brasileiro de Hipnose Holística. Este Instituto tem por objetivo voltar a oferecer à população atendimento  com  base na hipnose e vem realizando esforços  junto ao setor público para este fim. A partir de 2002 o psicólogo Edson Reis assumiu a presidência do IBRAH, que também tem oferecido cursos de formação teórica e habilitação de terapeutas em Hipnose Holística e Terapia Regressiva.

VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL